Colunistas

Ana Oliveira nasceu em Arrifana, concelho de Santa Maria da Feira, e reside em S. João da Madeira.
Estudou na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde concluiu o curso de Línguas e Literaturas Modernas – variante Português e Francês. É professora de português e professora bibliotecária no Agrupamento de Escolas João da Silva Correia.
É autora dos contos: Do cinzento ao azul celesteO santo guloso; “Palavras à solta”(incluído na antologia Papá, só mais uma); “Nyambura” (incluído na antologia 39 poemas e contos contra o racismo – 1º lugar, no concurso de poesia/conto contra o racismo, promovido pelo Alto Comissariado para as Migrações); Em poucas palavras (microcontos em 77 palavras); Os dias são assim.
Gere um blogue pessoal onde publica parte da sua produção literária: http://www.livro-leitor.blogspot.com.

Sílvia Mota Lopes, Braga, 1970.

Poeta, pintora, ilustradora, autora de literatura infantil e juvenil.

Editou: Alícia no Bosque (texto e ilustração), 2012; Ser dia e noite ser (texto), 2013; A magia de Auris (Ilustração), 2013; Chegaste primeiro (ilustração), 2014; É aqui que ela mora (texto), 2015; O cavalinho que queria saber a que cheira a primavera (ilustração), 2015; Pássaro de mil cores (autora do libreto da ópera infantil), 2016; Esboço (poesia), 2017; Aqui há gato (ilustração), 2017; Estrela Watato (ilustração), ano 2017; Quando somos nuvens (ilustração), 2018; Dar corda às palavras (texto), 2018

Exposições: Mito. Sonho. Realidade, Casa dos Crivos, Braga, 1994; Mito. Sonho. Realidade, Casa da Cultura, Póvoa de Lanhoso, 1995; Mito. Sonho. Realidade, Galeria Muralha, Guimarães, 1996; Alícia no bosque, Livraria Centésima Página, Braga, 2011; Pinto palavras, Livraria Centésima Página, Braga, 2014; Ponte de Lima e as suas lendas, Biblioteca Municipal Ponte de Lima, 2015

Armando Requeixo (Mondoñedo, Galiza, 1971). Crítico literario, investigador e profesor, desempeña o seu labor como secretario no Centro Ramón Piñeiro para a Investigación en Humanidades e docente na Universidade de Santiago de Compostela.

Como ensaísta e estudoso ocupouse da obra de Ánxel Fole, Luís Seoane, Celso Emilio Ferreiro, Victoriano Taibo, Xosé María Díaz Castro, Manuel Leiras Pulpeiro, Ramón Piñeiro, Xosé Díaz Jácome ou Xosé Neira Vilas, entre outros, e ten publicado numerosos textos sobre Mondoñedo e o seus autores, particularmente verbo da figura de Álvaro Cunqueiro, ao que dedicou a monografía Álvaro Cunqueiro e Mondoñedo (2017).

Recibiu diversas distincións, entre elas o Premio Xerais á Cooperación Editorial (2004), o Premio Literario Ánxel Fole (2010) ou o Premio Xornalístico Manuel Reimóndez Portela (2017).

Como crítico literario exerce como comentarista habitual nos xornais do Grupo Editorial Prensa Ibérica (Faro de Vigo, La Opinión), do Grupo La Capital (El Ideal Gallego, Diario de Ferrol, Diario de Arousa, Diario de Bergantiños) e no Diario Cultural da Radio Galega.

Dende outubro do 2019 é Coordinador de Publicacións e Actividades da Casa-Museo Álvaro Cunqueiro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: