Um fim de semana cultural no Porto

As propostas do “Porto.” para este fim de semana centram-se na visita a museus e a galerias da cidade. Com a sua reabertura, foram várias as exposições que inauguraram ou que regressaram à agenda cultural das instituições, dando ao público uma segunda oportunidade para as descobrir, sempre em segurança e com respeito por medidas preventivas. 

Na Galeria Municipal do Porto estão patentes duas exposições: “Máscaras (Masks)”, com curadoria de João Laia e de Valentinas Klimasauskas, e “Apesar de não estar, estou muito”, uma retrospetiva do artista Diogo Jesus com curadoria de João Ribas. 

Para garantir a segurança do público e dos funcionários, o número máximo de visitantes está limitado (20 no piso 0 e 10 na mezzanine) e o uso de máscara, a higienização das mãos e o cumprimento da distância social de dois metros são obrigatórios. 

Aproveite e desfrute também dos Jardins do Palácio de Cristal, que foram totalmente requalificados. Há vários recantos encantadores para descobrir e muito espaço para, com o devido distanciamento social, aproveitar as temperaturas amenas do final de primavera. 

Nas proximidades, fica ainda a sugestão para (re)visitar a Extensão do Romantismo, estação museológica do Museu da Cidade instalada na Quinta da Macieirinha. 

Em toda a rede de museus, as visitas são livres e não há necessidade de marcação prévia. No entanto, estão sujeitas às regras a respeitar em cada local que, na generalidade, incidem sobre um limite máximo de visitantes, estipulado em cada local. 

No Museu e Parque de Serralves, inaugurou no final do mês de maio a exposição de Yoko-Ono. A inauguração estava prevista para abril mas, devido à pandemia, ficou adiada. Em “O jardim da aprendizagem da liberdade” encontra obras em papel, instalações, gravações em áudio e vídeo, material de arquivo e performances em que a própria artista, de 86 anos, deverá participar. E prepara-se: se o telefone da exposição tocar, pode ser Yoko Ono do outro lado da linha. 

A mostra inédita “Um século e tanto: 130 anos da National Geographic” fica ainda patente, por mais um mês, no Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto (MHNC-UP). A exposição inclui um extenso leque de fotografias, mapas, vídeos e outros objetos da história da National Geographic Society, bem como da exploração portuguesa, dando a conhecer a importância da investigação e exploração nas diversas áreas da ciência e tecnologia. 

Neste sábado, entra em vigor o projeto das zonas pedonais temporárias, que vai abranger 18 arruamentos da Baixa e do Centro Histórico. 

Esta experiência vai repetir-se aos fins de semana, com ganhos ao nível da sustentabilidade e da promoção do comércio local. Será complementada com mobiliário urbano nas zonas condicionadas ao trânsito, um convite ao aproveitamento do espaço público e às deslocações a pé ou em modos suaves no centro da cidade. Também neste fim de semana estão de regresso as feiras e mercados, com todas as medidas preventivas para que possa fazer compras em segurança.

Leave a Reply

Obrigado por te juntares à Tribo!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: