Tens Cabeça de Andorinha?

A primeira coisa que aprenderás com este livro é que é preciso ter cuidado com os nomes que chamas aos outros. É que pode acontecer-te o mesmo que a esta menina (se não fosse a ilustração poderíamos dizer que é um menino) a quem todos dizem que tem “cabeça de andorinha”.

Começou a ver, observar, verificar, investigar, conversar e a descobrir que o significado que as pessoas davam ao que lhe chamavam não coincidia com o que de facto acontecia na sua cabeça:

“(…) os meus pensamentos são como papagaios de papel presos por um frio e (…) nunca se perdem, porque há sempre esse tal fiozinho que os prende a mim.”

Outra coisa que aprenderás com este livro é a importância de pensares em assuntos importantes e bonitos e não em pensamentos de grandeza, que não servem para nada.

“Os pensamentos importantes são aqueles que servem para fazer do mundo um lugar ainda mais bonito.” (…) As pessoas sensíveis é que deviam mandar no mundo, porque têm cabeças, corações bonitos e olhos que sabem ver as coisas verdadeiramente importantes.”

Nota bem: se tu tiveres cabeça de andorinha ou de pássaro, ou um pássaro na cabeça, uma coisa importante aconteceria: “o mundo ficaria um lugar ainda mais lindo e, claro, todas as gaiolas seriam proibidas.”

As ilustrações de Ana Oliveira são de uma aparente fragilidade, mas se as olhares com os olhos do coração logo verás que na verdade não é assim.

Um livro para leres e conversares sobre ele com os teus amigos!

Joana M. Lopes (2019). Cabeça de Andorinha. (Ilustrações de Ana Oliveira). Lisboa: Livros Horizonte.

Leave a Reply

RECEBE NOTÍCIAS D'A CASA DO JOÃO!

Obrigado por te juntares à Tribo!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: