O fim do coronavírus imaginado pelas crianças

Conta-nos como imaginas o fim do coronavírus! Imagina quem serão os heróis da história e como será quando pudermos sair à rua. Porém, há uma regra para participar neste concurso: a tua história tem de ter um final feliz!

Este foi o desafio lançado pelas Histórias para Acordar.

Este concurso de histórias não surgiu apenas porque era importante trazer projetos diferentes às crianças que já estavam há algum tempo em casa. Não surgiu apenas porque é sempre positivo as crianças treinarem a sua capacidade de escrever e de criar. Surgiu, sobretudo, porque era importante que as nossas crianças imaginassem um final feliz para esta história e acreditassem nesse final. Porque era importante ajudá-las a sentir esperança e a ter uma visão otimista do futuro. Porque era importante deixá-las expressar as suas emoções atuais e as que já se imaginam a viver no momento do final feliz, da saída à rua, do reencontro com familiares e amigos.

E 36 crianças do 1º ao 5º anos de escolaridade aceitaram este desafio e inventaram, sonharam e imaginaram como seria o desaparecimento deste “maldito vírus” – como lhe chamaram alguns dos nossos pequenos escritores.

Inventaram mil e uma maneiras para o destruir. Para além daqueles que continuam a atribuir o papel de heróis aos cientistas, aos médicos e aos enfermeiros, e que acreditam com convicção na descoberta breve de uma vacina, outros trouxeram outras “armas” mais fantasiadas, cheias de aventura e magia, nas quais mostraram acreditar com a mesma fé.

Apareceu uma armadilha feita de água e sabão numa piscina preparada por dois irmãos valentes, um cavaleiro corajoso que combate o Rei Coronavírus, um gatinho super rápido chamado Garafola, um ET chamado Verdocas, um livro onde é possível viajar no tempo, uma fada dos desejos e um Mega Man que salva o planeta com a sua parceira Mega Woman.

Muitos enalteceram a nação portuguesa como exemplo nesta luta e vários heróis portugueses como os autores da descoberta da cura para este vírus. E houve quem não se esqueceu da sua professora como a grande heroína nestes momentos difíceis ou, no mínimo, diferentes, que vivemos.

E para a cura do vírus, as soluções propostas não se limitaram a vacinas ou medicamentos, alguns descobriram ingredientes mágicos como ervas, couves, uma árvore, um pó… Houve quem encontrou a salvação no consumo de ratos ou simplesmente na brisa do mar. Apareceu um cientista a ouvir vozes com a fórmula para a vacina enquanto dormia e outro que a descobriu enquanto dançava. Houve ainda um que, para além da vacina, inventou um gel cheiroso para as pessoas usarem e se abraçarem sem medo. E não faltaram dois “aprendizes de cientistas” a assumir a vitória nesta história.

Porém, a maior surpresa, foi o aparecimento de um ingrediente secreto que fazia toda a diferença para que a cura funcionasse: o Amor! Várias crianças o incluíram como parte da solução – como o chá que só curava se fosse feito com amor – e houve quem nos contou sobre cinco heróis invisíveis – a Esperança, a Coragem, o Amor, a Paciência e a Fé – que se uniram para destruir o intruso, como a autora chamou ao vírus.

E quando estes jovens escritores imaginam como será quando tudo acabar, as emoções são comuns: a alegria e a felicidade imensas por poderem sair de casa, por poderem abraçar os familiares e os amigos, por poderem voltar à escola e por poderem voltar a fazer aquilo que mais se gostam, como jogar futebol ou ir à praia.

Não podemos deixar de destacar como as crianças mostram ser as grandes heroínas nesta história da vida real, lidando o melhor que sabem com os obstáculos que lhes surgem, aceitando “aquilo que é” muitas vezes melhor do que os próprios adultos, encontrando aspetos positivos nesta experiência e, até mesmo, acreditando que, no final, o mundo estará melhor do que antes.

E, se na fantasia destas histórias tudo ficou bem, então é porque tudo vai mesmo ficar bem!

Sofia Coelho Branco

Partilhamos a história escrita por uma das vencedoras deste concurso, que escreveu um final feliz com o coração e ainda deu cor à sua história com ilustrações da sua autoria.

Podes descarregar o pdf do livro ou ver as páginas do livro:

Leave a Reply

Obrigado pr subscreveres a nossa página!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: