Lourdes Castro “reabre” Serralves

Encerrada desde 12 março devido à pandemia da covid-19, a Fundação de Serralves, no Porto, já está de portas abertas desde 18 de maio. A exposição da artista plástica “Lourdes Castro: A Vida é como ela é!” serviu de arranque a esta nova realidade.

A artista regressa ao museu depois de duas exposições, em 2003 e 2010. Para Serralves, estamos perante uma das artistas plásticas “mais relevantes” na arte contemporânea portuguesa. Em 1992, a Fundação Calouste Gulbenkian dedicou-lhe uma retrospetiva, intitulada “Além da Sombra”, instituição onde voltou em 2015, para mostrar “Todos os livros” de artista, que produziu.

Em 2016 mostrou, na Culturgest, em Lisboa, o conjunto de 36 cadernos que tinha vindo a preencher, desde 1963, com imagens e textos, a que chamou “Álbum de Família” e, em 2019, levou à Fundação Carmona e Costa, também em Lisboa, um grande núcleo de obras inéditas, suas e em parceria com o artista Manuel Zimbro, que tinha por centro a vida de ambos na Quinta do Monte, no Funchal.

Nascida em dezembro de 1930, no Funchal, tem uma obra pioneira, marcada pela ligação à natureza, expressa em séries como “O grande herbário de sombras” (1972), e a fundação do grupo artístico e revista “KWY” (1958-1963), em França.

Lourdes Castro foi distinguida com o Grande Prémio Arte EDP, os prémios Vieira da Silva –Artes Plásticas Consagração e Associação Internacional de Críticos de Arte, recebeu ainda o Prémio Árvore da Vida – Padre Manuel Antunes.

Quem optar por ficar em casa, poderá assistir a toda a programação, através da página da fundação, na rede social Instagram. A biblioteca, loja, livraria e restaurante de Serralves já estão em funcionamento, respeitando todas as normas de segurança, garantiu a instituição.

Leave a Reply

RECEBE NOTÍCIAS D'A CASA DO JOÃO!

Obrigado por te juntares à Tribo!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: