Concertos para Bebés em casa das famílias

Criados há quase 22 anos, os Concertos para Bebés, produzidos pela companhia Musicalmente, tinham uma intensa agenda para este ano, mas tudo foi cancelado, obrigando a repensar esta proposta para a primeira infância.

Os Concertos para Bebés vão ser transmitidos para casa das famílias pela internet, adotando um novo modelo para responder às limitações impostas pela pandemia de covid-19, anunciou hoje o diretor artístico, Paulo Miranda:

“Um concerto ao vivo não se substitui por uma transmissão pela internet. Um concerto não é somente a experiência física, acústica, térmica, social ou de repertórios”. “Os concertos são circuitos de energias, um sistema que se alimenta e contamina de emoções, e isto nunca pode acontecer online”.

A partir de 31 de maio até julho, cinco concertos serão transmitidos a partir dos Pousos, em Leiria, num espaço preparado para levar a casa dos assinantes espetáculos em direto com convidados especiais.

“Ao longo deste confinamento não estivemos parados”, frisa o diretor artístico, lembrando os vídeos partilhados pela Musicalmente. Esse exercício funcionou como “laboratório” para o formato que responde ao facto de, “durante os próximos meses – ou anos – nunca mais [entrarem] numa sala de concertos da mesma forma”.

Assim, a equipa desenvolveu um formato que mantém os princípios originais do projeto, acrescentando-lhe ingredientes para “levar o palco a casa dos bebés, trazer os bebés à sala onde estão os intérpretes” e “intensificar e explorar outras formas de aproximar o público dos intérpretes”.

Com a internet saturada de proposta culturais, os Concertos para Bebés em Casa querem fazer diferente: “Os pais vão ser convidados a preparar as suas salas em casa, como um palco ou uma sala de concertos”, avança Paulo Lameiro. Um “guião técnico” ajudará a dispor “a luz, a dramaturgia, os objetos, os tapetes, a altura da televisão e a altura a que o bebé vai estar”. Um dos elementos mais velhos da família assumirá funções de “luminotécnico” e de “diretor de cena” doméstico, para que haja maior eficácia e cumplicidade.

Em sentido inverso, os músicos e intérpretes serão sensibilizados por fotografias de concertos antigos e por imagens e vídeos enviados pelos pais em tempo real, “para poder vivenciar e ter um bocadinho da experiência lá de casa”.

“Será uma experiência o mais única e o mais camerística possível”, salienta, prometendo o regresso aos palcos quando houver condições de segurança. Mas o formato ‘online’ veio para ficar, porque permite chegar “a muitas pessoas que moram em Bragança, Faro ou no Alentejo” e também ao público internacional. A par disso, o preço dos bilhetes será consideravelmente mais barato, frisa Paulo Lameiro.

O programa dos Concertos para Bebés em Casa arranca a 31 de maio, em http://www.concertosparabebes.com, com a harpista Ana Castanhito como solista convidada. O tema será “Danças com harpa”.

Luísa Sobral participa do concerto de 14 de junho, intitulado “Embalos da Luísa”. Ainda em junho, dia 21, há música de contrabaixo e eletrónica com Hugo Correia em “O bebé virtuoso”, e dia 28 o destaque será Rodrigo Carreira e a sua trompa, em “Dos campos ao pinhal”.

A encerrar esta primeira temporada em casa, os Concertos para Bebés apresentam a 12 de julho “Sordunas e outras guloseimas”, com o fagote e contrafagote de Pedro Pereira e Gonçalo Pereira.

Leave a Reply

Obrigado por te juntares à Tribo!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: