Múmia de adolescente com várias joias no Egipto

Arqueólogos descobriram, no Egipto, a múmia de uma adolescente adornada com várias joias, incluindo colares de missangas e brincos de cobre.

Segundo o Live Science, a adolescente, que teria 15 ou 16 anos, morreu durante a XVII dinastia egípcia. A sua múmia foi encontrada por uma equipa de arqueólogos espanhóis e egípcios na necrópole de Draa Abul Naga, no Egipto.

Embora os restos mumificados se tenham deteriorado com o passar dos milénios, as joias das quais se fazia acompanhar estavam em perfeitas condições, como se pode ver no comunicado publicado no Facebook pelo Ministério do Turismo e Antiguidades do Egipto.

Os investigadores encontraram dois brincos em espiral (possivelmente de cobre) numa das orelhas, dois anéis nos dedos e quatro colares à volta do pescoço.

O caixão onde se encontrava, com 1,75 metros de comprimento, foi esculpido a partir de um tronco de sicômoro. No momento da sua morte, estava caiado de branco e pintado com tons avermelhados.

Os arqueólogos também encontraram um caixão miniatura que ainda estava amarrado perto da múmia da adolescente, sendo que lá dentro estava uma estatueta funerária de madeira conhecida como “ushabti”, marcada em hierático (sistema de escrita egípcio) com o nome do proprietário: “Osíris, Djehuty”.

Os investigadores também encontraram um par de sandálias de couro que, apesar de ter cerca de 3600 anos, estava em boas condições. Os sapatos foram pintados de vermelho e gravados com imagens do deus Bes, da deusa Taweret, um par de gatos, um íbex e uma roseta. Ao lado estavam também bolas de couro que, segundo o mesmo site, eram usadas por mulheres para fazer desporto ou danças coreografadas.

Leave a Reply

Obrigado por te juntares à Tribo!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: