Vai-se cantar Grândola Vila Morena no Porto

A Câmara Municipal do Porto organiza, todos os anos, em parceria com a Comissão Promotora das Comemorações Populares do 25 de Abril, as festividades que assinalam a data no Porto. Este ano, por razões da pandemia e do Estado de Emergência, não se realizarão, mas a organização apela a que se cante a liberdade à janela.

Assim, “para homenagear o heroísmo dos militares e do povo português que resistiu, enfrentou e derrubou a ditadura”, a comissão pretende criar um movimento que marque este momento, apelando a que, pelas 15 horas do dia 25 de Abril, quem pretender, cante nas varandas ou janelas de suas casas, a “Grândola Vila Morena”.

Vais cantar?

Uma canção com história

«Grândola, vila morena» é uma canção composta e cantada por Zeca Afonso que foi escolhida pelo Movimento das Forças Armadas (MFA) para ser a segunda senha de sinalização da Revolução dos Cravos.

José Afonso escreveu a primeira versão do poema “Grândola Vila Morena” após ter sido convidado a participar nos festejos do 52º Aniversário da coletividade Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense (SMFOG), em 17 maio de 1964 ,e ter ficado impressionado com o ambiente fraterno e solidário desta Sociedade alentejana.

À meia noite e vinte minutos e dezoito segundos do dia 25 de Abril de 1974, a canção foi transmitida pelo programa independente Limite através da Rádio Renascença como sinal para confirmar o início da revolução.

Por esse motivo, transformou-se em símbolo da revolução, assim como do início da democracia em Portugal.

Sabias?

Leave a Reply

Obrigado pr subscreveres a nossa página!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: