Ministério da Educação lembra necessidade de criar leitores

Neste Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, o Ministério da Educação “renova a sua aposta numa política que aponta para a necessidade de criar leitores e fazer circular o livro”.

Desde que foi decretado o Estado de Emergência, a Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) tem disponibilizado sugestões de trabalho, curadoria de conteúdos, instrumentos e tutoriais (que poder ver aqui). O objetivo, como refere o comunicado enviado às redações, é “manter ligadas as bibliotecas às comunidades escolares”.

O Ministério da Educação considera que a “biblioteca escolar deve recentrar e projetar o seu serviço e as suas atividades em função dos novos contextos”. A Rede de Bibliotecas Escolares recomendou às bibliotecas que procurassem responder às atuais exigências dos seus utilizadores.

O desafio passa por repensar a aposta, direcionando a sua ação para a “criação de serviços capazes de apoiar as novas formas de trabalho. Para sustentar essa resposta, foi publicado o documento Biblioteca Escolar Digital“. E para ajudar os professores, pode ainda ler-se na nota da tutela, foi publicado um documento orientador que articula “os princípios para a implementação do ensino a distância nas escolas”.

Já o Plano Nacional de Leitura (PNL) assinala esta efeméride lançando o desafio de se “oferecerem livros, tirar o pó aos livros e ler mais”, aproveitando para deixar sugestões de leitura, de música para ouvir ou livros-objetos para ver e ler aqui.

Ainda no site de Apoio às Escolas são disponibilizados “outros recursos e ferramentas”, como a livros infantis e de lengas-lengas, que pode consultar na plataforma da Biblioteca Nacional, ou da ImprensaNacional – Casa da Moeda.

Boas notícias para ti, que gostas de ler!

Leave a Reply

Obrigado por te juntares à Tribo!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: