O QUE É O “POETRY SLAM”?

O Portugal.SLAM! é uma plataforma nacional dedicada à prática de Poetry Slam, poesia e performance, gerida e promovida pela Associação Cultural e Artística – triplic’ARTE.

O Poetry Slam é uma prática em torno da palavra, que tem na sua base várias regras que envolvem a performance e poesia original dos seus participantes, um tempo limitado a 3 minutos para as suas apresentações, um público como júri que pontua cada apresentação de 0 a 10, a ausência de música e acessórios e a atribuição de prémios simbólicos no final. Não existem estilos ou temas adequados, existem várias linguagens possíveis, que variam com a diversidade dos participantes que fazem parte deste movimento.

Esta prática artística e performativa nasceu em meados dos anos oitenta pela iniciativa do mestre de obras e escritor, Marc Kelly Smith. Começou em Chicago na Green Mill Tavern, tendo desde logo conquistado os Estados Unidos da América e, progressivamente a Europa e outras partes do mundo. A palavra Slam refere-se hoje em dia a uma poesia autoral, escrita para ser dita. Impõe-se cada vez mais a nível internacional como um meio de expressão artístico e popular. É uma forma de poesia sonora considerada como um movimento de expressão poética, social e cultural, que revitaliza a prática da oralidade, da troca e partilha de ideias e mensagens. Inicialmente à margem dos circuitos artísticos tradicionais, hoje em dia já largamente reconhecida e mediatizada na maior parte dos países onde existe uma forte cultura Slam. À partida baseado na noção de comunidade, o Slam recupera a expressão poética num formato moderno e acrescenta à herança das culturas poéticas europeias, americanas e africanas, uma vontade firme de dar a palavra a todos e todas.
Na grande maioria dos eventos de Poetry Slam no mundo a inscrição está aberta a todos (maiores de 16 anos) e todos os inscritos participam na primeira volta. Um júri, habitualmente composto por cinco pessoas escolhidas aleatoriamente no público, dá uma pontuação a cada participante. As notas vão de 0 a 10. A nota mais alta e a nota mais baixa são retiradas e o resultado das votações restantes é inscrito num quadro visível a todos. Os que obtêm a melhor pontuação passam à segunda volta e assim em diante, até à final.

As regras fundamentais são:

1) Os participantes tem que apresentar trabalho de autoria própria, e a apresentação pode ser a solo, duo ou trio.
2) Não podem ser utilizados adereços (sonoros e luminosos), nem qualquer tipo de disfarce;
3) O tempo atribuído a cada intervenção é de 3 minutos (10 segundos de tolerância a partir dos quais o voto do júri é fortemente penalizado);
4) O júri é escolhido no público e pode ser não-profissional. A opinião é relativamente subjectiva e não se baseia numa notação de tipo académico. O objectivo é oferecer ao público a possibilidade de escolher os poetas que querem ver a passar às rondas seguintes.
5) Aos vencedores é geralmente oferecido um prémio simbólico de participação.

Deixar uma resposta

Obrigado pr subscreveres a nossa página!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: