Dia Mundial do Teatro

Esta sexta-feira, dia 27, é Dia Mundial do Teatro.
O teatro é uma arte milenar e funciona como um meio de divulgação da cultura de diferentes povos. Desde a antiguidade, o homem usou o teatro como forma de expressão.

Existem vários géneros teatrais como a comédia, o drama, a farsa, a tragédia, a tragicomédia, o melodrama, a revista e o teatro infantil, entre outros.
A data foi criada em 1961 pelo Instituto Internacional do Teatro. No Dia Mundial do Teatro, várias organizações culturais apresentam espetáculos teatrais para comemorar a efeméride, permitindo o acesso gratuito aos mesmos.

Gil Vicente, autor de diversas obras teatrais, é um dos nomes mais conhecidos do teatro português. O Auto da Barca do Inferno e o Auto da Índia são algumas das suas obras mais populares. Embora Gil Vicente seja considerado o pai do teatro português, existem inúmeros registos de manifestações desta arte muito anteriores ao teatro vicentino, classificadas essencialmente em dois grandes grupos: o teatro religioso e o teatro profano.
Frei Luís de Sousa, de Almeida Garrett, é outra criação máxima do teatro português.

A atriz Fernanda Lapa, atriz, encenadora e diretora da Escola de Mulheres-Oficina de Teatro, que este ano foi escolhida pela Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) escreve:

“Viva o teatro, os seus agentes e o seu público”.”(…) O teatro é, em si mesmo, a expressão artística mais carnal de todas, uma expressão em que o verbo ou a sugestão ou a situação emocional elaborada pelo autor, tem de ser encarnada por um ator, que cada vez que a peça está no palco a diz ao vivo para um público vivo”.

Fernanda Lapa refere ainda que, tal como acontece no estrangeiro, Portugal regista ainda um “deficit democrático”, pois as mulheres de teatro “continuam em situação de subalternidade e isto apesar de nas escolas profissionais ou no ensino superior serem a maioria”.
“Amar o teatro e o público não é um conceito abstrato”.
Para crianças, escritores como António Torrado, José Jorge Letria, João Paulo Seara Cardoso, António Manuel Couto Viana, entre outros, dedicaram alguns dos seus livros a este género literário.

Leave a Reply

Obrigado por te juntares à Tribo!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: