Brincar em tempo de vírus

Como mãe e Educadora tenho o dever de saber o quanto é importante brincar. A atividade lúdica está intimamente conexa com o conhecimento de si, do mundo físico e social, bem como dos sistemas de comunicação.
Brincar é um ato natural. A partir desse instinto, poderemos orientar as nossas crianças para uma melhor construção de si mesmas e do mundo que as rodeia.
Os filhos, neste momento, estão dependentes da disposição dos pais para brincar e realizar atividades lúdicas que não tenham apenas o objetivo de entreter, mas sim de descobrir outras realidades e perspetivas. Para além disso, os pais estarão a interagir com a criança criando uma simbiose afetiva. Será uma brincadeira partilhada e a interação será muito positiva, pois para além da aprendizagem lúdica, fortalecerá os laços de afetividade entre pais e filhos.
Neste “agora” onde o tempo é de isolamento social, não deixem de desfrutar do melhor que existe em vós.
Muitas vezes queixamo-nos de ter falta de tempo para os filhos. Chegou o momento, apesar das nuvens negras lá fora, de sorrir e brincar com eles.
Se o sorriso tem uma forma constante, moldem a brincadeira sobre essa forma também.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: