Ciclone: Diário de uma Montanha-Russa


O livro “Diário de uma Montanha Russa”, de Inês Barahona & Miguel Fragata, com garridas ilustrações de Mariana Malhão, com a chancela Orfeu Negro, fala desta verdadeira montanha-russa chamada adolescência!

O mote é simples: quatro pessoas, quatro épocas, quatro lugares no mundo e uma montanha-russa: Ciclone.
Dois rapazes, M. e Bernardo, e duas raparigas, Carla e Anabela, entre os 13 e os 19 anos, vão escrevendo os seus diários. Dos anos 70 até ao presente, páginas de loopings, subidas e descidas alucinantes, suspensões, expectativas, impressões e desilusões. A adolescência é mesmo assim, não é?
Ciclone é uma atração com 26 metros de altura, mas também a montanha-russa que todos já experimentámos, ou experimentaremos, ao caminhar para a idade adulta.
Trata-se de um diário de emoções, de decepções, de aprendizagens, de ilusões, de crescimento, inspirado no texto do espetáculo Montanha-Russa, de Inês Barahona & Miguel Fragata, que estreou em março de 2018 no Teatro Nacional Dona Maria II, em Lisboa.
Através de uma linguagem muito próxima à da juventude, o livro, através da aproximação ao dia a dia de um adolescente permite a cada jovem pensar sobre as questões que se vão colocando ao longo do seu crescimento.
Para ler, sem moderação, mesmo para quem tenha medo de alturas. Vale mesmo a pena entrar nesta montanha russa, neste ciclone.

Deixar uma resposta

Obrigado pr subscreveres a nossa página!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: