Porto celebra 200 anos da Revolução Liberal durante todo o ano

Este ano a Revolução Liberal completa 200 anos, uma data que não pode passar despercebida na cidade do Porto , nem na Casa do João! Ao longo das próximas semanas vamos trocar tudo por (ou para) miúdos!

De acordo com a Renascença, Rui Moreira diz que comemorações do bicentenário foram pensadas para “um público mais e menos erudito” e lamenta recusa da Assembleia da República em associar-se. O objetivo é que todos compreendam o significado desta revolução para o Porto, que, na altura, se “sentia abandonado” pelo país.

O município do Porto jà apresentou o programa comemorativo que irá assinalar, ao longo de todo o ano, os 200 anos da Revolução Liberal de 1820.

O objetivo é que todos percebam o significado desta revolução, num contexto em que os portuenses “se sentiam abandonados” pelo país, depois do que sofreram com as invasões francesas, explicou o líder do executivo, citado pela Renascença.

Refira-se que as celebrações têm início a 20 de fevereiro, com uma exposição da Casa do Infante, que permanecerá aberta ao público até 6 de setembro. Até ao fim do ano, existirão várias outras iniciativas, entre concertos, congressos, colóquios, e ainda um ciclo de cinema.

Para o dia 24 de agosto, data em que assinalam, de facto, os 200 anos desde este momento histórico, estão previstos um colóquio e um concerto.

No dia anterior, acontecerá o desfile de São Bartolomeu, na Foz do Douro, que este ano terá esta revolução como tema.

A Revolução de 1820, que trouxe de volta para Portugal as Cortes instaladas no Brasil desde 1808 e abriu caminho para o constitucionalismo no país, teve início no Porto, pela mão do “Sinédrio”, um grupo liderado por Manuel Fernandes Tomás.

Leave a Reply

Obrigado por te juntares à Tribo!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: