IndieJúnior Allianz destaca realizador Norman McLaren

A Viagem é o tema que marca a programação da quarta edição do IndieJúnior Allianz, o festival de cinema infanto-juvenil que estará de regresso ao Porto entre os dias 28 de janeiro e 2 de fevereiro de 2020. A descoberta de novos mundos, dos espaços de quotidiano e das mais diversas aventuras são algumas das múltiplas viagens que os espectadores do festival terão ao seu dispor dentro e fora das salas de cinema. Em destaque estará a animação canadiana, numa retrospectiva sobre o trabalho, de Norman McLaren, um dos mais galardoados cineastas do seu país e um dos pioneiros da animação e técnica cinematográfica.

Norman McLaren foi um importante animador, com grande enfoque na animação artística, teve a maioria de seus trabalhos patrocinado pela “Secretaria Nacional de Cinema do Canadá”(NFB). Uma das técnicas pela qual ficou consagrado foi a de fazer animação diretamente na película, onde riscava e desenhava as suas personagens e universos. Nascido na Escócia, entrou na faculdade de Belas Artes de Glasgow em 1932 e rapidamente desenvolveu uma paixão pela sétima arte. A sua carreira cinematográfica haveria de arrancar em 1934 e, logo no ano seguinte, os seus filmes começaram a conquistar prémios em festivais de cinema do país. Em 1941, McLaren junta-se ao NFB, casa onde haveria de desenvolver grande parte das suas mais relevantes e percursoras obras. Sem dinheiro para produções “à la Hollywood”, a NFB era o espaço ideal para McLaren evoluir fazendo aquilo que mais gostava: experimentar. Uma atitude que marcaria toda a sua obra e que resume uma das suas crenças mais essenciais da sua filmografia, “a maneira como o desenho mexe é mais importante do que o objecto que mexe em si”. É na NFB que cria Neighbours (Vizinhos), de 1952, uma história que reflecte sobre a irracionalidade do homem através de uma mensagem política, contra a violência, que haveria de ser premiada com o Óscar de melhor curta-metragem em live action de 1953. Para o foco, Próxima Paragem: Canadá, o festival escolheu, sete curtas de animação.

Fechada está também a programação para a secção O Meu Primeiro Filme que, anualmente, visita clássicos intemporais. Este ano as escolhas foram entregues a Beatriz Gosta, v-logger e rapper, António Preto, diretor da Casa do Cinema Manoel de Oliveira, e Regina Pessoa, realizadora. Respondendo ao desafio de escolherem o filme que mais marcou o seu crescimento, os três programadores seleccionaram, respectivamente, O Clube dos Poetas MortosE.T. O Extraterrestre e Quimera do Ouro. Os convidados estarão presentes para apresentarem as suas respectivas sessões.

A cerca de 2 meses da sua quarta edição, o IndieJúnior Allianz abre uma venda antecipada de bilhetes, para as sessões de cinema aqui anunciadas. O número de bilhete é limitados e conta com um desconto de 35% de desconto face ao preço original. A partir de hoje, as 4 sessões estão disponíveis para a compra de bilhetes individuais no valor de 2,50€. A partir de Janeiro, os bilhetes passarão a custar 4€. 

E porque os caminhos do IndieJúnior Allianz se fazem também na criação de diferentes rotas a programação de filmes será, como é seu hábito, completada com oficinas, debates e actividades paralelas para as famílias. Vrom! Brum! Prontos para viajar?
Nesta quarta edição, o IndieJúnior Allianz Festival Internacional de Cinema Infantil e Juvenil do Porto regressa ao Teatro Rivoli, à Biblioteca Municipal Almeida Garrett, à Casa das Artes e à Reitoria da Universidade do Porto, durante seis dias.

Leave a Reply

Obrigado pr subscreveres a nossa página!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: