Plantação de árvores por estudantes em Lisboa

A Assembleia Municipal de Lisboa (AML) aprovou uma recomendação do PAN para a criação de um programa municipal de plantação de árvores autóctones por todos os estudantes da cidade no início de cada ciclo de ensino.

Esta é uma “ideia importada do Governo das Filipinas, que impôs como condição para a transição de nível de ensino (básico, secundário e superior), não apenas o mérito dos cerca de 12 milhões de estudantes, mas também o cumprimento de um dever consubstanciado na plantação de 10 árvores por aluno”, o que permitirá “incrementar em mais de 175 milhões o número de árvores por ano”.

Além do desenvolvimento de um programa municipal que vise a plantação de árvores por todos os estudantes da capital no início de cada ciclo de ensino, é recomendado que a autarquia promova também um programa municipal de apadrinhamento de uma árvore autóctone plantada na cidade de Lisboa.

“Para facilitar o apadrinhamento e permitir que todas as pessoas tenham igual acesso ao projeto, devem ser definidos locais para que estas adoções se concretizem, na rua e junto das pessoas, mas também através de uma plataforma ‘online’ a quem será oferecido o comprovativo do registo de apadrinhamento e um cartão que comprove a sua qualidade e tutoria”, lê-se na recomendação.

“Esta possibilidade de apadrinhamento poderia permitir também o desenvolvimento de um detalhado inventário digital do património natural de Lisboa, semelhante ao concebido pela Junta de Freguesia de Arroios, denominado ‘Árvores de Arroios’”.

Leave a Reply

Obrigado por te juntares à Tribo!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: