Festival Literário de Bragança: de 22 a 25 de maio

É oficial. Bragança será, por estes dias, o epicentro da literatura e do conhecimento! O Festival Literário de Bragança está de regresso, de 22 a 25 de maio, sob o mote “Cultura, Território e Identidade”, com a presença de diversos autores de referência da literatura nacional e atividades inovadoras.

A 5.ª edição do Festival Literário de Bragança é, assim, já um evento de referência a nível nacional, que conta com a presença de diversos autores, como João Tordo, Nuno Amado, Bruno Vieira Amaral e Elisabete Neves, entre outros, incluindo, ainda, atividades diversas para miúdos e graúdos, do meio urbano e rural, mas também, e como  principal novidade desta edição, sessões para reclusos dos estabelecimentos prisionais.

 

O Município de Bragança pretende, assim, que o Festival Literário seja uma ferramenta de inclusão social, tanto no meio rural, onde se procura reforçar laços intergeracionais, através da leitura e do teatro, presentes na iniciativa “O Escritor vai à Aldeia”, como nos Estabelecimentos Prisionais, onde a leitura e a escrita se assumem como instrumentos de reflexão e uma ajuda para os reclusos, na iniciativa “Encontro com o Escritor”.

 

É através desta extensão do Festival Literário, que o Município de Bragança pretende promover e consolidar hábitos de leitura e escrita, elevando o índice de literacia do Concelho, numa perspetiva de equidade de oportunidades.

 

Para as famílias, e para que a leitura possa marcar presença na rotina dos mais pequenos, acontece a iniciativa “Livros com Histórias à Solta”, que inclui o Minifestival do Livro Infantojuvenil.

 

Aos autores referidos anteriormente, juntam-se nomes como Maria João Fialho Gouveia, Tiago Salgueiro, Nuno Nepomuceno, João Morgado, a ilustradora Mafalda Milhões e o escritor Luís Osório, Ana Bárbara de Santo António, Daniela Costa, Paula Nisa e Caseiro Marques, entre outros, a quem cabe a missão de, junto do público escolar e civil, motivar para a leitura e para a escrita.

 

Neste Festival, haverá, também, espaço para a apresentação da Coletânea Rostos de Terra, que reúne mais de 50 textos de autores associados da Academia de Letras de Trás-os-Montes.

 

Para o último dia, serão perpetuados os dez anos (2008-2018) do Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, com o lançamento dos catálogos que relatam uma pouco da história deste importante equipamento cultural de referência nacional.

 

O Festival Literário de Bragança é um projeto promovido pelo Município de Bragança, dinamizador de um concelho já reconhecido como “um território de elevada densidade cultural”.

Leave a Reply

Obrigado por te juntares à Tribo!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: