Concurso para Artes de Rua

A direção do Imaginarius – Festival Internacional de Arte de Rua de Santa Maria da Feira tem aberta até final do ano uma convocatória destinada a selecionar projetos artísticos para um circuito europeu de residências e festivais.

A iniciativa resulta da adesão do Imaginarius ao projeto de cooperação internacional “Roundabout Europe”, que, tendo Santa Maria da Feira como “única cidade portuguesa parceira”, envolve também o KoresponDance Festival da República Checa, o Out There do Reino Unido, o Passage Festival da Dinamarca e o Spoffin Festival da Holanda.

Para o vereador Gil Ferreira, que tutela o pelouro da Cultura e do Turismo na Câmara da Feira e nessa condição supervisiona o Imaginarius, esta “call to action” tem assim dois méritos: “Vem reforçar o posicionamento de Santa Maria da Feira no circuito internacional da criação artística para o espaço público e a posição do Imaginarius como um projeto de referência no contexto internacional”.

A chamada para candidatos ao Roundabout Europe destina-se a artistas emergentes ou em viragem profissional com propostas criativas que sejam vocacionadas para o espaço público e que possam integrar um circuito europeu de residências artísticas e de festivais de artes de rua.

Gil Ferreira explica que “cada artista efetuará uma residência e apresentará um ‘work in progress’ em dois dos festivais” envolvidos no projeto – que, resultando de uma candidatura conjunta ao programa Europa Criativa, da União Europeia, visa capacitar novos talentos para as artes de rua.

Além da gerar novas oportunidades para artistas que agora se iniciem em contexto de rua ou que se encontrem num ponto de viragem do seu perfil criativo, o projeto visa ainda desenvolver competências a vários níveis, “criando atividades de ‘coaching’ nos períodos de trabalho artístico” e promovendo também “novas metodologias de trabalho”

Os candidatos podem apresentar as suas propostas até dia 31 de dezembro, após o que os diretores artísticos dos festivais envolvidos irão selecionar um total de cinco artistas e companhias, cujos nomes serão tornados públicos a 28 de fevereiro.

Segundo fonte oficial do Roundabout Europe, “a resposta positiva por parte da União Europeia torna possível que as primeiras residências artísticas tenham lugar já no próximo verão”.

O programa prevê que, ao longo de dois anos, sejam 10 os artistas e companhias a beneficiar da experiência, cada um dos quais envolvendo-se em dois festivais distintos.

O objetivo comum, diz a mesma fonte do Roundabout Europe, é sempre ajudar os selecionados “a tornarem o seu trabalho proveitoso em termos profissionais e económicos, sem perderem os seus valores artísticos”.

Mexam-se! Concorram!

A direção do Imaginarius – Festival Internacional de Arte de Rua de Santa Maria da Feira tem aberta até final do ano uma convocatória destinada a selecionar projetos artísticos para um circuito europeu de residências e festivais.

A iniciativa resulta da adesão do Imaginarius ao projeto de cooperação internacional “Roundabout Europe”, que, tendo Santa Maria da Feira como “única cidade portuguesa parceira”, envolve também o KoresponDance Festival da República Checa, o Out There do Reino Unido, o Passage Festival da Dinamarca e o Spoffin Festival da Holanda.

Para o vereador Gil Ferreira, que tutela o pelouro da Cultura e do Turismo na Câmara da Feira e nessa condição supervisiona o Imaginarius, esta “call to action” tem assim dois méritos: “Vem reforçar o posicionamento de Santa Maria da Feira no circuito internacional da criação artística para o espaço público e a posição do Imaginarius como um projeto de referência no contexto internacional”.

A chamada para candidatos ao Roundabout Europe destina-se a artistas emergentes ou em viragem profissional com propostas criativas que sejam vocacionadas para o espaço público e que possam integrar um circuito europeu de residências artísticas e de festivais de artes de rua.

Gil Ferreira explica que “cada artista efetuará uma residência e apresentará um ‘work in progress’ em dois dos festivais” envolvidos no projeto – que, resultando de uma candidatura conjunta ao programa Europa Criativa, da União Europeia, visa capacitar novos talentos para as artes de rua.

Além da gerar novas oportunidades para artistas que agora se iniciem em contexto de rua ou que se encontrem num ponto de viragem do seu perfil criativo, o projeto visa ainda desenvolver competências a vários níveis, “criando atividades de ‘coaching’ nos períodos de trabalho artístico” e promovendo também “novas metodologias de trabalho”

Os candidatos podem apresentar as suas propostas até dia 31 de dezembro, após o que os diretores artísticos dos festivais envolvidos irão selecionar um total de cinco artistas e companhias, cujos nomes serão tornados públicos a 28 de fevereiro.

Segundo fonte oficial do Roundabout Europe, “a resposta positiva por parte da União Europeia torna possível que as primeiras residências artísticas tenham lugar já no próximo verão”.

O programa prevê que, ao longo de dois anos, sejam 10 os artistas e companhias a beneficiar da experiência, cada um dos quais envolvendo-se em dois festivais distintos.

O objetivo comum, diz a mesma fonte do Roundabout Europe, é sempre ajudar os selecionados “a tornarem o seu trabalho proveitoso em termos profissionais e económicos, sem perderem os seus valores artísticos”.

Mexam-se! Concorram!

Leave a Reply

Obrigado pr subscreveres a nossa página!

Algo está errado! Tenta de novo, por favor!

A Casa do João will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d bloggers like this: